Platina Elemento de Transição

Platina Elemento de Transição

Elementos de transição, o que são? Transição externa e transição interna
Elementos de transição, também conhecidos como Metais de transição, se encontram na Tabela Periódica entre os metálicos e os não metálicos.

Elementos de transição, também conhecidos como Metais de transição, são elementos que possuem características intermediárias entre os metálicos – metais Alcalinos e Alcalino-terrosos -, à esquerda na Tabela Periódica, e os não metálicos.

Contudo, a localização foi proposta por Mendeleev e, na configuração atual da tabela, são as famílias de 3 a 12. Já as famílias restantes, compõem os chamados elementos representativos. Entretanto, os dois tipos apresentam diferenças marcantes.

Platina Elemento de Transição - Tabela Periódica

Os elementos representativos são caracterizados por apresentarem elétrons mais energéticos nos sub níveis s ou p. Por outro lado, na Tabela Periódica, os elementos de transição se caracterizam por apresentarem elétrons nos sub níveis d ou f incompletos.

1 – Estes elementos, tanto os internos quanto os externos, são classificados como metais e, por isso, possuem alta condutividade térmica e elétrica.

2 – Nesse sentido, os metais de transição são compostos por um grupo de elementos densos, que apresentam alto ponto de fusão e ebulição.

3 – Todavia, esses elementos são também menos reativos do que os elementos da família 1ª e 2ª da Tabela Periódica.

4 – O tungstênio é o elemento de transição com maior ponto de fusão, cerca de 3422° C. Já o mercúrio (Hg), além de se apresentar em estado líquido (CNTP), possui ponto de fusão em -38,83°C.

Comments are closed.