EQUILÍBRIO TÉRMICO

Todas as substâncias são constituídas de pequenas partículas, as moléculas e que se encontram em contínuo movimento. Quanto mais rápido o movimento das moléculas, mais quente se apresenta o corpo e quanto mais lento mais frio se apresenta o corpo. 
Então se define temperatura como o grau de agitação térmica das moléculas.
Calor é energia em trânsito ou a forma de energia que é transferida através da fronteira de um sistema em virtude da diferença de temperatura.

A noção de Temperatura tem sua origem na sensação de “Quente” ou “Frio”, que experimentamos no contato com, os corpos. Por imperfeito que seja, o sentido do tato nos permite constatar que as propriedades do corpo variam, quando ele se aquece ou se resfria. Vejam os exemplos a seguir:

a) Uma barra, um fio, alonga-se quando o aquecemos; é o fenômeno da Dilatação Linear.

b) Um sólido aumenta o volume ao ser aquecido; é o fenômeno da Dilatação Cúbica.

c) Se aquecermos um balão de vidro cheio d’água, o nível baixa a princípio, devido à dilatação do invólucro, mas sobe depois, ultrapassando o nível primitivo, o que mostra que a Dilatação dos Líquidos é, geralmente maior do que a dos sólidos.

d) Quando se mantém constante a pressão, um gás aumenta de volume com o aquecimento.

e) A resistência elétrica de um fio metálico aumenta quando o aquecemos. Seja um fio condutor levado ao vermelho sombrio pela corrente elétrica que o percorre e resfriado por imersão em água de uma parte do fio. A parte não mergulhada se torna vermelho vivo, o que indica passagem de corrente mais intensa e, portanto, diminuição da resistência na parte mergulhada.

Em resumo, sem tocá-lo, podemos saber se um corpo se aquece ou se resfria mediante o exame da variação de uma de suas propriedades.

Comments are closed.