TERMOPARES
TERMOPARES
TEMPERATURA
OUTROS ASSUNTOS
SERVIÇOS
INFORMAMOS
Veja também: Definição de Temperatura // Equilíbrio Térmico // Modos de Transmissão de Calor //
Definição de Sensores de Temperatura // Tipos de Sensores de Temperatura //
Tempo de Resposta de Sensores de Temperatura // Tipos de Atmosferas //


ESCALAS DE TEMPERATURA

A primeira escala de temperatura estabelecida foi a
Fahrenheit em 1714, a qual se convencionou um valor zero, para o que então se pensou ser a menor temperatura capaz de se obter em laboratório. Nesta escala estabeleceu-se o valor de 32° para a temperatura de congelamento da água e 212° para a temperatura de evaporação da água, ambos medidos à pressão de uma atmosfera, isto é, ao nível do mar. A diferença entre os pontos de ebulição e congelamento foi dividido em 180 (212 - 32) partes iguais às quais se deu o nome de grau Fahrenheit.

Mais tarde, baseada no sistema métrico, foi desenvolvida a escala
Celsius ou Centígrada que, tomando os mesmos dois pontos de referência deu a eles a designação 0°C e 100°C. À diferença entre os dois pontos de referência dividida em 100 (100 - 0) partes iguais, deu-se o nome de grau Celsius.
Com o desenvolvimento da física teórica e prática, os cientistas concluíram que, embora se tivesse conseguido chegar a temperaturas muito abaixo de 0°F ou 0°C, haveria um valor teórico que jamais poderia ser ultrapassado. Seria a temperatura em que os corpos simplesmente não teriam mais energia térmica. A este valor estipulou-se o nome de "zero absoluto". Na escala
Fahrenheit este valor responde a -459,67 °F, na escala Centígrada a -273, 15°C. Nestas temperaturas, os corpos perderam todo o seu conteúdo calorífico.
Foram então desenvolvidas duas outras escalas, chamadas de absolutas.

No princípio de 1800,
Thonson (Lord KeIvin) desenvolveu uma escala termodinâmica universal, baseada no coeficiente de expansão de um gás ideal. Kelvin estabeleceu o conceito de Zero Absoluto e a sua escala permanece como padrão para a termometria moderna.

Zero Absoluto ou Zero
Kelvin é a menor temperatura que um corpo pode alcançar, 0 K equivale a -273,15oC.

A escala
Kelvin começa a contar a partir de zero absoluto da escala Centígrada, isto é, -273, 15°C. Conseqüentemente, para a variação de 1° centígrado na escala Celsius teremos a mesma variação na escala Kelvin. "Mudou apenas a referência. Assim é que na escala Kelvin a água congela a + 273,15°K e evapora a + 373,15°K".
A escala Rankine usa o mesmo princípio, iniciando em -459, 67°F sendo que para a variação de 1° na escala Rankine teremos a mesma variação de 1° na escala
Fahrenheit. Assim é que na escala Rankine a água congela a 491,67°R e evapora a 671,67°R.
Outras escalas de temperatura existem, porém de raríssima utilização como é o caso da escala Réaumur (°Ré) que considera o ponto de fusão do gelo a 0°Ré e o ponto de ebulição da água a 80°Ré (para pressão 760mm de mercúrio).

Para conversão de temperatura de uma escala para outra se pode usar ábacos, tabelas ou simplesmente fórmulas como segue:


Veja também: Outros tipos de Sensores // Tabelas, Normas e Padrões // Escala Internacional Temperatura //
Normas de Temperatura // Escalas de Temperatura //Daniel Gabriel Fahrenheit // Anders Celsius //
TERMOPARES, PT100, SENSORES DE TEMPERATURA, MANÔMETROS, PRESSOSTATOS, VÁLVULAS
  ÚLTIMAS DICAS E DEPOIMENTOS DE USUÁRIOS...  

Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor ou citação da fonte www.termopares.com.br
Temperatura - Pressão © 1999 - 2013 - SP - www.termopares.com.br - www.asme.com.br - www.Apraiagrande.com.br
Conteúdo destinado a Estudantes, Profissionais de Instrumentação, Automação, Projetos com o objetivo de esclarecer e tirar dúvidas.
O Portal não se responsabiliza por qualquer uso indevido de seu conteúdo sem a presença de um profissional responsável.