TERMOPARES, PT100, SENSORES DE TEMPERATURA, MANÔMETROS, PRESSOSTATOS, VÁLVULAS
TERMOPARES, PT100, SENSORES DE TEMPERATURA, MANÔMETROS, PRESSOSTATOS, VÁLVULAS
TEMPERATURA
OUTROS ASSUNTOS
SERVIÇOS
INFORMAMOS

Ao longo dos anos, os tipos de termopares produzidos oferecem, cada qual, uma característica especial porém apresentam restrições de aplicação, que devem ser consideradas.

Tungstênio - Rhênio

Tungstênio/ Tungstênio 26% Rhênio

Tungstênio 3% Rhênio/ Tungstênio 25% Rhênio

Tungstênio 5% Rhênio/ Tungstênio 26% Rhênio


Destes, o primeiro é o mais "barato", porém o "braço" de Tungstênio puro está sujeito a tornar-se quebradiço.

Esses termopares podem ser usados continuamente até 2300°C e por curto período até 2750°C no vácuo, na presença de hidrogênio puro ou gás inerte. A ASTM (American Society for Testing and Materials) tem publicado padrões para os termopares 3/25 e 5/26 com uma tolerância de ± 1%. Isolação de BeO ou Th02 tem sido recomendada para estes termopares, embora alguma reação possa ocorrer entre os fios e a isolação no limite superior à temperatura de utilização.

Irídio 40% Rhodio/ Irídio
Termopares feitos a partir de proporções variáveis destes dois elementos. São os únicos que podem ser usados sem proteção no ar até 2000°C embora, somente por períodos limitados.
Podem ser usados no vácuo ou atmosfera inerte. Os fios tornam-se quebradiços e frágeis devido ao crescimento dos grãos após longo período de exposição a altas temperaturas.

Platina 40% Rhodio/Platina 20% Rhodio
Esses termopares são utilizados em substituição ao Termopar Tipo "B" onde temperaturas um pouco mais elevadas são requeridas. Podem ser usado continuamente até 1600°C e por curto período até 1800°C ou 1850°C.

Ouro Ferro/Chromel
Estes termopares são desenvolvidos para trabalhar em temperaturas criogênicas e podem ser usados até -272, 15°C, porém o coeficiente de Seebeck," d? / dT" , sofre uma redução abaixo de -268,15°C, o qual é o limite mais realístico.
Tabelas de referência têm sido publicadas pela NBS (National Bureau of Standards).

Veja também: Introdução sobre Termopares // Teoria Termoelétrica // Efeito Seebeck //
Thomas Johann Seebeck // Efeito Peltier // Jean Charles Athanase Peltier //
Efeito Thomson // William Thomson // Outros Termopares pouco Usados //
TERMOPARES, PT100, SENSORES DE TEMPERATURA, MANÔMETROS, PRESSOSTATOS, VÁLVULAS
  ÚLTIMAS DICAS E DEPOIMENTOS DE USUÁRIOS...  
DÚVIDAS
Sensor de temperatura termopar, PT-100 e curso pirometria
AS DICAS E DEPOIMENTOS MAIS VISITADOS...  

Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor ou citação da fonte www.termopares.com.br
Temperatura - Pressão © 1999 - 2013 - SP - www.termopares.com.br - www.asme.com.br - www.Apraiagrande.com.br
Conteúdo destinado a Estudantes, Profissionais de Instrumentação, Automação, Projetos com o objetivo de esclarecer e tirar dúvidas.
O Portal não se responsabiliza por qualquer uso indevido de seu conteúdo sem a presença de um profissional responsável.