Novos tipos de Termopares Tipo N Nisil Nicrosil, Tungstênio
Novos tipos de Termopares Tipo N Nisil Nicrosil, Tungstênio
TEMPERATURA
OUTROS ASSUNTOS
SERVIÇOS
INFORMAMOS
Veja também: Termopar tipo T (CuCo) // Termopar tipo J (FeCo) // Termopar tipo E (CrCo) //
Termopar tipo K (CrAl) // Termopar tipo S (PtPtRh10%) // Termopar tipo R (PtPtRh13%) //
Termopar tipo B (PtRh 30% PtRh 6%) // Tabela de Milivoltagem dos Termopares //
 
NOVOS TERMOPARES POUCO USADOS

Novos tipos de termopares foram desenvolvidos para atender às condições de processo onde os termopares básicos não podem ser utilizados. O mais recente é:

Nisil/Nicrosil Tipo "N"
Desenvolvido pelo "Materials Research Laboratories" do Departamento Australiano de Defesa, este termopar tem sido aceito e aprovado mundialmente, estando inclusive normalizado pela
ASTM e NBS.
Basicamente, este novo par termoelétrico é um substituto para o Termopar tipo "K"; apresentando uma força eletromotriz um pouco menor em relação ao tipo "K" (conforme NBS 161), maior estabilidade a altas temperaturas, menor drift x tempo, excelente resistência à oxidação e maior vida útil.

Ao longo dos anos, os tipos de termopares produzidos oferecem, cada qual, uma característica especial porém apresentam restrições de aplicação, que devem ser consideradas.

Tungstênio - Rhênio

Tungstênio/ Tungstênio 26% Rhênio

Tungstênio 3% Rhênio/ Tungstênio 25% Rhênio

Tungstênio 5% Rhênio/ Tungstênio 26% Rhênio


Irídio 40% Rhodio/ Irídio
Termopares feitos a partir de proporções variáveis destes dois elementos. São os únicos que podem ser usados sem proteção no ar até 2000°C embora, somente por períodos limitados.
Podem ser usados no vácuo ou atmosfera inerte. Os fios tornam-se quebradiços e frágeis devido ao crescimento dos grãos após longo período de exposição a altas temperaturas.

Platina 40% Rhodio/Platina 20% Rhodio
Esses termopares são utilizados em substituição ao Termopar Tipo "B" onde temperaturas um pouco mais elevadas são requeridas. Podem ser usado continuamente até 1600°C e por curto período até 1800°C ou 1850°C.

Ouro Ferro/Chromel
Estes termopares são desenvolvidos para trabalhar em temperaturas criogênicas e podem ser usados até -272, 15°C, porém o coeficiente de Seebeck," d? / dT" , sofre uma redução abaixo de -268,15°C, o qual é o limite mais realístico.
Tabelas de referência têm sido publicadas pela NBS (National Bureau of Standards).


Veja também: As 3 leis básicas // Lei dos Metais Intermediários // Lei do Circuito Homogênio //
Lei das Temperaturas Intermediárias //
Temperatura Diferencial // Curva da Variação da F.E.M. Termopares //
Associação Termopares Paralelo // Seleção de Termopares // Instalação Termopares //
Envelhecimento dos Termopares // Vantagens e Desvantagens Termopar x Pt-100 //
  ÚLTIMAS DICAS E DEPOIMENTOS DE USUÁRIOS...  
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor ou citação da fonte www.termopares.com.br
Temperatura - Pressão © 1999 - 2013 - SP - www.termopares.com.br - www.asme.com.br - www.Apraiagrande.com.br
Conteúdo destinado a Estudantes, Profissionais de Instrumentação, Automação, Projetos com o objetivo de esclarecer e tirar dúvidas.
O Portal não se responsabiliza por qualquer uso indevido de seu conteúdo sem a presença de um profissional responsável.