TERMOPARES
TERMOPARES
ACESSÓRIOS
OUTROS ASSUNTOS
SERVIÇOS
INFORMAMOS

O isolador cerâmico tem como principal função a de permitir a montagem de termopares convencionais, através de fios condutores, evitando assim que entrem em curto. Quando temos um termopar convencional formado por fio e isolador cerâmico, o fato de entrar em curto em algum ponto de sua extensão, acarretará na mudança da junta quente ou seja, a temperatura medida não mais será a da sua extremidade soldada e sim do ponto aonde existir o curto.

Analisando assuntos como esse, parece a princípio uma verdadeira perda de tempo, porém muitas utilizações sujeitas a esse problema, ocorrem com freqüência e no contexto da situação tornam-se grandes problemas.

Em fornos contínuos, é comum utilizar fio de extensão termopar, para medir peças que são transportadas pelo mesmo, afim de poder analisar com detalhes as condições de temperatura a que ela está exposta, ao longo de todo o percurso. Muitas vezes, este fio, devido a sua isolação externa ser inadequada, ocorre durante este processo, diversas falhas na mesma, e pelas suas características físicas, acaba torcendo e possiblitando a entrada em curto nos pontos aonde a isolação está falha.

Voltando aos isoladores, estes são fabricados de cerâmica com muito pouca quantidade de alumina, de modo a torná-los economicamente viáveis; essa composição é responsável por uma certa porosidade, tornando-os sucetíveis a quebras em altas temperaturas e possuem um grande poder de absorção da umidade, o que pode provocar a baixa isolação do sensor.

Destes problemas apresentados, o principal deles é justamente a quebra quando do manuseio das bainhas ou tubos de proteção que os envolvem, pois quando são dobrados ou simplesmente, entordados mesmo que levemente, fazem com que ocorram a quebra dos isoladores e, proporcionam assim, condições típicas para que haja curto nos condutores internos.

Os isoladores podem ter várias configurações, tais como redondos, ovais com dois ou quatro furos, em comprimentos normalmente padronizados em polegadas (1", 2" ou 3") . Quando da especificação dos sensores convencionais, não é necessário determinar quais as características dos isoladores, quando possuirem tubo de proteção externo, pois a montagem nesses casos será com aquele que for mais adequado em relação as dimensões internas do tubo.

Porém, quando especificar apenas o sensor com fio e isolador, normalmente fornecidos com o bloco de ligação, é necessário, caso não queira especificar detalhadamente o isolador, que pelo menos seja informado sobre as dimensões do diâmetro em que o mesmo será inserido.

Finalmente, em caso de sensores com dimensões acima de 500mm, que seja utilizado a montagem mineral, e não a convencional aqui explicada, pois quanto mais longo, maior será a probabilidade de serem curvados.

Veja também: Definição de Acessórios de Sensores // Bloco de Ligação em Poliamida //
Bloco de Ligação em Cerâmica // Cabeçote de Alumínio // Cabeçote de Poliamida //
Isoladores Cerâmicos para Termopares // Capilar Cerâmico para Termopares //

Conector Compensado // Conexões de Ajuste e Fixação //
EM CASO DE DÚVIDAS...

Para isto, basta enviar um e-mail a nossa redação como segue:


termopares@termopares.com.br

  ÚLTIMAS DICAS E DEPOIMENTOS DE USUÁRIOS...  

Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor ou citação da fonte www.termopares.com.br
Temperatura - Pressão © 1999 - 2013 - SP - www.termopares.com.br - www.asme.com.br - www.thermocouples.com.br - www.thermocouple.com.br
www.thermowell.com.br -www.thermowells.com.br
Conteúdo destinado a Estudantes, Profissionais de Instrumentação, Automação, Projetos com o objetivo de esclarecer e tirar dúvidas.
O Portal não se responsabiliza por qualquer uso indevido de seu conteúdo sem a presença de um profissional responsável.